racas-de-caes, caes, animais-de-estimacao -  - O Pet Collie

O Pet Collie

O magnifico cachorro Collie na História

Somos capazes de dizer que o surgimento do Collie é uma incógnita. Há uma teoria de que o Collie possui a mesma estrutura que o Border Collie. Já o nome teria vindo de uma expressão gaélica que significa “útil” e representaria o valor desses cachorros nas chácaras para os Celtas. Mas, somente passamos a possuir registros dos Collies depois do século XIX. Por causa de cruzamentos distintos, existia nesta época o tipo sedoso e o áspero.
Foi devido ao “Old Cockie” que possuímos o Collie do tipo áspero e, não apenas isto, como também por ter definido a coloração castanho claro. O surgimento do Old Cockie aconteceu após o ano 1867. Primeiramente, essa espécie teve o seu ápice depois da Rainha Vitória notar e se maravilhar por essa raça, fazendo com que toda a classe alta da burguesia e os tratadores de ovelhas se fascinassem pelo Collie.
Foi depois de 1886 que tivemos o padrão até os dias atuais estipulado à espécie. No mesmo período, como os cachorros pastores de ovelhas haviam ficado relevantes na América, os dominadores trouxeram Collies para o Novo Mundo. O famoso Albert Terhune foi outro que observou um enorme potencial no Collie. Em razão da suas histórias, os Collies foram ficando aos poucos mais conhecidos. Quem não se recorda da cadela Lassie, tão afamada na TV, que auxiliou a deixar esta espécie muito admirada no mundo todo.

Características Físicas do Collie

Mesmo que seja esguio, ele é um cão bastante resistente. A parte elevada do crânio é construída de forma aplainada com sobrancelhas curvadas. Dispõe de um focinho preto, circular, ficando afinado na ponta, com um stop ligeiro, e seu crânio dispõe de um formato de cunha.

Os dentes costumam se juntar com uma mordedura em tesoura. Possui formosos olhos puxados e de tamanho médio. Sua orelha curva-se para a frente e são bem curtas de tamanho 3/4. Sua estrutura corpórea é mais comprida do que elevada, e seu pescoço é bem comprido. Suas patas são retilíneas. A cauda é levemente mais comprida do que alta.

Se ambientam adequadamente ao frio, por causa de sua pelagem: ela se apresenta com duas bases, subpelo e pelo. Tem que ser penteada pelo menos Três vezes por semana para que seja removido todo o pelo enfraquecido, evitando nós e doenças de pele.

Ele é capaz de possuir 3 cores específicas: Marta, tricolor e azul merle. Os estadunienses reconhecem estas mesmas 3 colorações, contudo acrescentam inclusive o branco. Seja qual for a pigmentação, as marcas brancas típicas da raça (na juba, patas e rabo) devem estar presentes.

Estrutura Psicológica da raça Collie

Genial, o Collie está na 16ª colocação na hierarquia de intelectualidade divulgada no livro “A Inteligência dos Cães”. Beiram a maestria no que tange o trabalho. O treinamento de simples ordens é compreendido depois de cinco a quinze repetições e gravado calmamente, embora ainda possa aprimorar com a prática.
Ainda assim, o Collie carece de estímulos para que consiga se desenvolver corretamente. Este cão jamais tem que ser colocado para ficar só no quintal ou então fora de casa. Os exercícios físicos não carecem de ser somente para estimulá-lo mentalmente, mas, ainda, para que ele queime bastante gordura e não fique com problema de gordura em excesso.
Apesar de ter praticamente abandonado o trabalho no campo para ocupar posição de destaque como cachorro de companhia, o Collie precisa de espaço e exercícios, o que faz com que se destaque nas competições de agility.
Se você deixou o seu Collie ter contato com outras crianças e adultos precocemente, pode ficar relaxado, pois essa raça possui uma ótima naturalidade em conviver com crianças e jamais vai atacá-las, sendo muito condescendente, ainda mesmo, com brincadeiras mais agressivas. São levemente tímidos com pessoas estranhas e costumam adaptar-se bem a outros espécimes.
Para quem almeja possuir este bicho, precisa tomar muito cuidado e atenção, porque eles amam saltar muros e correr atrás de carros, ciclistas, etc; fazendo com que possa se envolver em determinada condição constrangedora.

Vantagens de ter um Collie

Esta raça é esplêndida. Ele ama deixar seu proprietário satisfeito, sempre dando carinho a ele, além de ser profundamente atraente e obediente. Seus predicados o tornam um cão efetivamente sensacional. É um ser urbano, apesar de ainda possuírem exemplares em campos de pastagens na Escócia.
Os cachorros da raça Collie são fiéis, divertidos, serenos e protetores de seus familiares. Os Collies inclusive costumam ter um estranho senso de direção. São afetuosos e de excelente índole. quando você for levá-lo para passear ou correr, deixe que ele interaja naturalmente com outros cães e pessoas, deixando ele mais à vontade para sociabilizar. Se alguém demonstrar todo tipo de receio ou temor, eles podem se tornar violentos e desejar avançar na pessoa.
Eles preferem mil vezes um carinho do seu proprietário do que um amplo espaço para eles se deliciarem. Procura sempre ficar perto das pessoas e assistir tudo o que seus proprietários fazem. Suportam mal uma vida em canil e costumam gostar de viver em apartamentos que possuam varandas.

Problemas normais do Collie

Apesar de todas as variações de Collies serem fortes e sadias, há certos cachorros que apresentam problemas de saúde. A Anomalia Collie Olho (C&A) é uma doença que acarreta um mau desenvolvimento de seu cão, levando a uma cegueira, e esta doença é muito normal nos Collies.
Dificilmente os Collies podem ser afetados pela chamada Atrofia progressiva de retina, outra doença hereditária, que é a Degeneração Bilateral da Retina o que resulta na perda da visão progressiva acabando por gerar cegueira no cão.
Existem inclusive outros distúrbios na saúde do Collie, como: Tireoide, determinadas alergias, Epilepsia ou inchaço, todavia esses distúrbios não são genéticos. Como não existem testes de DNA que possam avaliar estes incômodos todos eles poderão ter outras causas que não são de origem hereditárias. Os criadores poderão só fazer o seu melhor com o objetivo de prevenir a reprodução destes cães.

Como cuidar de um Collie

Apesar de conseguir viver dentro da casa, em pequenos ambientes, o aconselhável é que ele possua um espaço apropriado para praticar atividades físicas e gastar o máximo de energia que puder. Eduque o seu Collie o mais cedo possível a fim de que ele não comece a latir, já que esta raça late com muita intensidade.
Seu gracioso pelo requer escovação regular, duas vezes semanais é o suficiente. Ao escovar, inicie escovando do pelo até às costas e, de preferência, com uma escova de cerdas.
Os dentes também carecem de cuidados constantes, porém podem cair em uma idade precoce. Faça com que o seu Collie mastigue qualquer coisa para deixá-los sempre saudáveis, e nunca se esqueça da escovação.
Caminhe ou corra, diariamente, com o seu cachorro e realize o máximo de exercícios físicos a fim de deixar o seu Collie sempre saudável e bem disposto. O Collie é tão voltado para a família que ele é muito mais contente vivendo dentro de casa.

Os Filhotes do Collie

Esta espécie, quando bebê, possui bastante energia e são muito brincalhões. Ao educá-lo desfrute o máximo de sua intelectualidade, assim você possuirá um cão obediente e arteiro.
Até em função desta energia, os Collies são do tipo que é “melhor preservar ocupados” e distante de seus móveis. Conceda a eles diversos brinquedos para se distraírem e não os deixe bastante tempo de “mente vazia”.
A pelagem do Collie ainda filhotinho modifica muito até atingir a maturidade. O pelo delicado vai se tornando áspero gradativamente até chegar à textura permanente.
Ao mesmo tempo em que dominantes, os filhotinhos de Collies são bem afetuosos e calmos, convivendo bem com as pessoas. Entretanto, podem ser muito dominantes aos homens, devido a isso a necessidade do adestramento precoce.

Curiosidades sobre o Collie

O programa de televisão “Lassie” deixou o Collie afamado. A cachorra Lassie resgatava Timmy de quedas em poços de minas, rios e areia movediça;
– Collies são melindrosos e podem se tornar deprimidos se tratados agressivamente;
– Se os Collies se tornaram uma das espécies mais admiradas do planeta, isso deve-se à Rainha Victoria. No início da década de 60, ela visitou sua propriedade na Escócia e ficou admirada pela boa aparência e comportamento cordial dos Collies que ela viu. Ela importou muitos à Grã-Bretanha, e,então, inaugurou o primeiro modismo da espécie Collie;
– Elvis Presley e Priscilla possuíam um Collie com a denominação Baba;
– O criador do espetacular personagem Tarzan, Edgar Rice Burroughs, possuía um Collie branco chamado Raja;
– Um dono fascinado por seu Collie e bastante agradecido pelos anos de companheirismo e carinho resolveu escrever uma canção denominada “Bron Y Aur Stomp”, em homenagem à sua amizade com o seu cãozinho Collie Strider.