Informações gerais da raça São Bernardo

Quem não assistiu aquele filme chamado “Beethoven” que adquiriu uma popularidade imensa nos anos 90?! Para quem não sabe, é um filme acerca de um admirável cachorro intitulado Beethoven que é da espécie São Bernardo. Depois do êxito desse filme, essa espécie foi crescendo em número de seguidores pelo mundo todo!
Barry foi o cachorro que mais se sobressaiu no que tange aos cães salva-vidas. Ele foi ensinado por monges, assim como vários outros exemplares da espécie “São Bernardo”. Barry, que resgatou quarenta pessoas ao longo de sua vida, teve o seu corpo enchido por palhas, em um procedimento denominado “Taxidermia”, e inclusive foi apresentado no Museu de História Natural de Berna, na Suiça.
É habitual avistarmos pinturas de São Bernardos usando uma pequena caixa atada em seu pescoço, como um kit salva-vidas. O fato é que eles nunca utilizaram aquela caixa pequenaComumente, o resgaste era feito em bando de até 4 cachorros, onde cada um detinha uma tarefa específica – dois cães estiravam-se do lado da vítima para esquentá-la, outro lambia o rosto da pessoa em perigo para acordá-la e um último trazia ajuda Um completo trabalho de equipe!

Origem e História do São Bernardo

Oriundo dos Alpes Suiços, o São Bernardo é um cachorro que provém propriamente dos remotos Molossos romanos e possui traços, mesmo que nos dias de hoje sejam bastante alterados, dos cachorros Dogue Alemão, o Bloodhound e o Mastiff. Existia um local onde, obrigatoriamente, os viajores dormitavam, chamado “Hospice du Grand St. Bernard”, esse era um pequeno monastério de onde apareceu o nome da raça que nos dias de hoje observamos.
Mas também foi no princípio utilizado a fim de auxiliar a puxar trenós e, também, como um cachorro de acompanhamento.
Segundo estudiosos, foi apenas no século XVIII, que esta espécie foi empregada em primeiros socorros, no entanto existem registros que a sua aceitação sucedeu em 1660! Ele não só avistava as pessoas em risco, como também buscava o socorro médico e além disso ficava ao lado das vítimas dando suporte e aquecendo-as.

Características Físicas do São Bernardo

caracteristicas-sao-bernardo Esse cão é vigoroso, bastante forte e muito resistente. Por causa disso, ele é muito resistente a temperaturas geladas e a condições hostis. Existem São Bernardos que chegam a pesar noventa quilos, especialmente os machos com um pelo longo e vasto, e também pode haver os São Bernardos de pelagem longa e curta. A estatura mínima dessa espécie é de 70 centímetros nas espáduas para machos e 65 cm para cadelas, conseguindo chegar a até 90 centímetros em sua estatura completa.
As orelhas deles são bastante icônicas, apresentando-se em um formato de triângulo, muito maiores caso comparadas às outras raças!
É bastante comum avistarmos o São Bernardo na cor esbranquiçada, com uma cobertura “ferrugem” próxima às costas e algumas marcas escurecidas no seu focinho, além das orelhas e do olho. Seu pelo, regularmente, é resistente e liso. Não muito comum, podemos identificar também os de cor avermelhada e branca, sem contar o castanho. Existe, inclusive, o intitulado “colar”: uma cor muito clara ou muito escura ao redor de seu pescoço.

Temperamento do São Bernardo

guia-sao-bernardo Como todo mundo sabe, ele é um cachorro leal, brando e bastante tolerante com todo mundo! Foi por isso que ele foi usado como um cachorro de resgate. Ele é muito dócil até mesmo com desconhecidos! Mas, por ser muto companheiro, ele pode se tornar muito desconfiado e enciumado.
Não que sua marca predominante seja as diversões, mas, em algumas situações, ele fica bem alegre e é capaz de fazer bastante baderna ao lado de quem ama. Ele faz novos amigos com muita facilidade, mas, na falta do dono, o São Bernardo tende a estar mais retraído e a guardar seu habitat, refreando qualquer aproximação de desconhecidos no seu ambiente.
Está, neste momento, a centésima décima terceira colocação em um ranking sobre os melhores cães para se adestrar. Mas não fique surpreso: a despeito de sua colocação, ele é muito mais fácil de disciplinar. É dito que o São Bernardo cria um comando determinado após ser repetido de quarenta a oitenta vezes, tendo a possibilidade de assimilar a ordem em apenas uma tentativa em trinta e três por cento.

Vantagens em se ter um São Bernardo

Esse é um magnífico cão de proteção fora da presença do proprietário, quando se sente desacompanhado, ele tem a tendência de estar sempre atento. É, acima de tudo, um cachorro de resgate que vai estar ligado a acidentes, seja doméstico ou em um passeio, só exemplificando.
Ele ama a meninada, isso é fato! porém, ele se sente mais aconchegado com aquele que ele considera como um “pai”, ou melhor, caso você queira um cão para lhe fazer acompanhamento, o São Bernardo é o espécime mais que apropriado! Além de tudo, ele é grandemente dedicado com todos de casa e estará a toda hora com disposição para agraciar a todos.
Mesmo que ele se ajuste com muita simplicidade a pequenos espaços, o aconselhado é que ele tenha uma quantidade considerável de espaço para desfrutar, sendo essencial que você leve-o para caminhar até 4 vezes por semana.

Pontos fracos do São Bernardo

Devido ao seu porte físico, o São Bernardo tem certos distúrbios típicos de saúde os quais você necessita de estar sempre atento! Ele pode manifestar um enorme problema de má formação da união da cabeça do fêmur junto à bacia. É relevante levar o cão ao médico-veterinário frequentemente com a finalidade de identificar o problema o mais cedo possível.
O câncer nos ossos é mais um problema comum nos cachorros desta espécie, normalmente ocorrendo a partir dos cinco anos de idade. Caso seu cachorro demonstre estar com algum tipo de dor e prostrado, é sinal de que a enfermidade se acha em estado adiantado.
Esse cão não se encaixa bem em países tropicais, porque eles podem desenvolver piodermatite – uma contaminação que acontece devido ao excesso da umidade. A chuva é extremamente danosa ao cachorro, eles são imensamente sensíveis a muita umidade, ou melhor, até a higiene tem que ser regrada: o banho deve ser exclusivo a uma vez a cada mês.
Torção gástrica também é um problema que aflige este cachorro, para evitar é primordial que você consulte um veterinário para saber a porção ideal de ração com o objetivo de oferecer a este cachorro.
A epilepsia é um problema muito comum nesta raça – que não possui cura e causa convulsões que podem ser contidos com remédios. Recomenda-se que esse cão não seja usado para reprodução, se possuir esse problema.

Como tomar conta de um São Bernardo

Este cão necessita de exercícios a cada dia com a finalidade de evitar problemas originados do sobrepeso. Embora, não é uma função simples: esta espécie exaure com facilidade, por causa do seu físico gigante, o qual o faz caminhar com lentidão, ou seja, esta atividade vai demorar um pouco além da conta.
Esta espécie se acostuma bem a vida no lar, vivendo gentilmente com todos na casa, porém exigem um espaço significativo no lar.
Prepare seu bolso – por causa de seu porte grande, o São Bernardo é um cachorro que possui alto custo de manutenção no que tange a sua alimentação. Veja com um médico-veterinário qual a ração apropriada e a porção ideal para conceder a seu cão, com a finalidade de evitar qualquer empecilho ligado ao sobrepeso.
O São Bernardo tende a salivar bastante e certos cuidados devem ser ponderados a fim de manter a higiene de casa.
É fundamental escovar o pelo deste cachorro todos os dias e deixá-lo limpo, focando especialmente na cavidade bucal e olhos, para evitar complicações de nós e por consequência amontoados de sujeira de pele.

Filhotes de São Bernardo

filhote-sao-bernardo As crias do São Bernardo carecem de um apoio veterinário rígido por causa do seu crescimento rápido. Esse acompanhamento é importante já que a ossatura e a musculatura precisam de proteínas e cálcio adequados a fim de evitar adversidades surgidas de uma má alimentação, assim como a descalcificação e o advento da displasia. Entretanto nunca procure executar essa suplementação por conta própria! O médico-veterinário é o especialista mais recomendado para guiá-lo nessa inquirição. Apenas ele irá entender o que seu cachorro carece, especificando a marca mais indicada e a porção certa.
Outra questão bem primordial é ensinar os comportamentos convenientes ao São Bernardo desde filhote, estabelecendo limites e repreendendo o hábito incorreto de seu cãozinho, a fim de que assim ele se torne um animal de estimação menos complicado mais para frente.
Para adotar o mais adequado filhotinho, dê prioridade para os mais fortes e de tamanho maior, que tenha uma enorme cabeça e com uma máscara de coloração escura no focinho e revele um ótimo comportamento motor também.

Informações gerais da raça São Bernardo
Avalie esta postagem

Leave a Reply