O Pet Dachshund

Graças a aparência praticamente divertida, Dachshund costuma ser um tema preferido de cartunistas e fabricantes de brinquedos;
A Raça Dachshund existe em dois tamanhos, três modelos de pelagem e uma ampla diversidade de cores e manchas, o que quer dizer que tem um Dachshund para quase todo mundo;
Um Dachshund foi amuleto dos Jogos Olímpicos de Munique no ano de 1972 – O cachorro Waldi foi o primeiro mascote oficial em Olimpíadas;
A rainha Victoria adorava os Dachshunds, era uma das suas espécies favoritas e devido a ela se tornaram célebres nas terras inglesas;
Nas terras brasileiras eles foram chamados de “Cofap” em função de uma marca de suspensões automotivas que utilizam o Dachshund como garoto propaganda;
Seu apelido de “Salsicha” também veio de uma marca de salsichas que usava a nomenclatura da raça em suas mercadorias.

Gênese e História do Dachshund

Esta é uma raça bastante velha que consoante determinados historiadores datam mais de 5.000 anos, dado que foram achadas muitas figuras similares a ela em tumbas de faraós. Apesar disso, compreende-se que o Teckel foi concebido em sua forma recente na Alemanha.
Naquele tempo, os alemães buscavam um cachorro que fosse ágil o bastante, pequeno e firme a fim de que fosse capaz de entrar em esconderijos de texugos, lebres e láparos. Como consequência teve 9 diferentes padrões os quais foram levados para a Grã-Bretanha e fizeram parte da corte da Inglaterra, o que tornou o cão da espécie inclusive mais afamado.
Seu físico, atualmente, não é mensurado pelo peso, contudo pelo perímetro de seu torso, de acordo com os órgãos internacionais responsáveis pela categorização e pelos cuidados destes cães de raça pura.
Há duas teorias sobre como os padrões da espécie Teckel apareceram. Uma delas alega que os cães da raça geravam eventualmente filhotes que tinham um pelo um pouco mais longo do que seus pais. Por uma escolha realizada através de apuração de espécie, outros cães com o mesmo semblante eram gerados. Outra hipótese é que o padrão do cão de pelos longos poderia ter sido desenvolvido como consequência de um acasalemento de cachorros de pelo sedoso com cachorros de vários lugares e Spaniels.
O cachorro de pelagem extensa foi o último a se desenvolver sendo criado no término do século XIX. Há a possibilidade inclusive de existirem misturas com cães, como por exemplo: Schnauzer, o Dandie Dinmont Terrier.

Características Físicas do Dachshund

guia-dachshund O Teckel, ou Dachshund é um típico caçador de tocas. Provido de um olfato superfino, o qual lhe possibilita seguir a mais tênue das pistas, o Dachshund costuma atingir a toca e invadir arrojadamente nela, atacando o adversário que se escondeu.
Dotado de propriedades mentais e tipo físico muito único, por exemplo seu genuíno porte físico extenso e patas muito curtas, a cinofilia conservou um grupo de cães exclusivamente para esta espécie.
O Dachshund é um cachorro de membros reduzidos, porte físico extenso, de aspecto musculoso e constituição muscular firme. Mostra uma posição ativa do crânio e semblante sempre inteligente. A despeito da assimetria entre o corpo longo e o suas patas pequenas, o Dachshund não parece desprovido de graça, pesado ou de movimentos limitados. Os olhos da raça apresentam tamanho mediano, cor preta, forma ovalada, localizados lateralmente, com expressividade sagaz, energética e piedosa, sem olhar focadamente.
Existem três tipos de pelos a saber para a espécie: pelo curto, pelo endurecido e pelo longo. De porte menor, os tamanhos admitidos para a raça Dachshund são também três: tamanho mais comum (até 9 quilos); Anão (com circunferência torácica até trinta e cinco centímetros aos quinze meses) e Kaninchen (com circunferência do tórax máxima de 30 cm aos 15 meses).

Hábitos do cão Dachshund

Se no início o Dachshund era um valente e corajoso predador, hoje deixou à parte boa parte de suas antigas ocupações e transformou-se em cão de companhia. Graças ao seu porte físico, é uma excepcional escolha a quem mora em edifícios, especialmente, uma vez que aprende com simplicidade os costumes de higiene. Adapta-se tranquilamente a lugares pequeninos e não é do padrão destruidor.
Inteligente, astuto e bastante brincalhão, o Dachshund é um bom cachorro vigia. Sempre atento, a qualquer sinal de aproximação de estranhos, late bastante. É um excelente companheiro para crianças e brinca mesmo depois de velho. Convive de forma tranquila com os demais bichos e cães, porém não foge de uma briga se for incitado.
Alguns criadores dizem que há diferenças de temperamento conforme o estilo de pelagem, de forma que os de pelos pequenos seriam mais sociáveis e os pelos rígidos mais inquietos e, ainda mesmo, um pouco mais violentos, entretanto isto não é confirmado, nem sequer consta do padrão da raça.
Outra particularidade da espécie é sua autonomia, o que lhe rendeu reputação de desobediente. Na convivência em família é um ótimo parceiro, gosta e respeita a todos, mas dedica-se a uma só pessoa que elege como proprietário.

Benefícios de ter um cão Dachshund

Não importa o seu tamanho, Dachshunds são uma obtenção encantadora para todos os membros da família, é por causa disso que eles estão praticamente no topo da lista como cães mais conhecidos desde meados do século XX. Sua bela fisionomia e disposição intensa tem inspirado vários apelidos carinhosos para a espécie, incluindo Hot Dog, Cachorro Salsicha, Doxie, Dashie e, em especial na Alemanha, Teckels, Dachels ou Dachsels.
Entretanto sua aparência foi feita com objetivos muito mais sérios e práticos. Suas pernas curtas lhes permitem cavar e locomover pelo interior de galerias subterrâneas, à medida que o enorme tórax guarda um coração resistente à briga. Dachshunds são valentes, entretanto são capazes de ser um pouco birrentos e ter um espírito auto-suficiente, principalmente quando caça.
Em sua moradia, a natureza recreativa do Dachshund se sobressai. Ele gosta de estar perto de você e “ajudar” a fazer as coisas como amarrar os calçados. Por causa de sua esperteza, ele vez ou outra possui suas ideias particulares a respeito de quais são as regras quando se trata da hora do passatempo e essas regras são capazes de não ser as mesmas que você ou as demais raças de cachorros têm entendimento.

Enfermidades habituais ao cão Dachshund

problemas-dachshund O Dachshund enfrenta determinados problemas próprios de raças de cachorros baixos (como o Basset Hound), entre eles predisposição à obesidade e problemas na coluna. A obesidade pode ser regulada fornecendo ao cachorro alimentos em porção adequada (procure um veterinário para definir esta medida) e oferecendo uma quantidade satisfatória de exercícios.
No que se refere aos problemas de coluna, que muitas vezes estão associados à obesidade, precisa-se proibir que o Dachshund salte de lugares altos e/ou caminhe em pisos escorregadiços. Entre os mais comuns estão a luxação de patela (ruptura de 1 ou dos 2 ligamentos cruzados do joelho), por propensão genética ou por choque; osteófitos ou bico de papagaio, ocasionado pelo crescimento excessivo do osso nos espaços no meio das vértebras; hérnia de disco – motivada pela compressão da medula da coluna pelo atrito incessante entre as vértebras.
Outro problema característico é a dermatite que é capaz de ser evitada dando banhos apenas na ocasião em que for preciso.

Como cuidar de um cão da raça Dachshund

Dachshunds possuem um monte de energia e resistência. Eles adoram fazer passeios ou brincar ao ar livre com outros cachorros, tal como amam acossar e cavar. Eles também são ativos dentro da residência e são capazes de se adequar bem em pequenos cômodos, desde que tenham uma quantia regrada de exercício diário. Duas caminhadas, duas vezes por dia são o bastante para o porte deste pequenino esportista. Ocasionalmente, na ocasião em que o tempo for limitado, um jogo de busca irá atender a sua necessidade de atividade.
Dachshunds podem lesionar as costas saltando do sofá para o solo, o aconselhado é que tenha uma rampa ou degraus e que sejam instruídos a utilizar se quiserem subir no sofá ou na cama. No momento em que você levantar um Dachshund, sempre tenha cuidado em apoiar a sua traseira e seu peito.
É uma espécie que necessita de poucos cuidados de higiene. Eles perdem pelo, mas não tanto. Eles não precisam tomar banho comumente. Utilize um pano úmido entre banhos com o intuito de deixá-los limpos. Se você reside em um local que é frio no inverno, seu Dachshund é capaz de carecer de proteção extra na ocasião em que for caminhar. E esta espécie jamais deve viver ao ar livre.

Filhotinhos de Dachshund

A média de nascimentos do Dachshund é de 2 a 10 filhotes, conforme o porte da mãe.
Os filhotinhos carecem de ser ensinados desde muito cedo para que dono e cachorro sejam capazes de ter uma convivência agradável. É um cão que procura agradar, todavia carece de limites claros e, especialmente, carece compreender quem é que está no comando. Segundo os criadores, no caso do Dachshund a disciplina aumenta com o passar do tempo.
Como todos os cães, Dachshunds podem ser destrutivos no momento em que filhotes. Seja pacífico com o filhote dessa raça e ensine o lugar adequado para fazer suas necessidades, a toda a hora enaltecendo e dando recompensas a fim de estimular o comportamento certo.

O Pet Dachshund
Avalie esta postagem